Páginas

domingo, 28 de outubro de 2007

Bem-vind@s

Precisava de um canto de novo. Mas tinha que ser um "canto novo".
A minha "Caixa" anterior não me cabia mais de tanto de mim que tinha lá dentro.
Resultado do excesso: caixa fechada, chaves jogadas distante dos olhos...
Resultado da falta: necessidade pulsante e eis-me aqui de novo, ainda que nem tudo seja tão novo.
Mas o dia é novo, e a palavra, sempre nova. Pulsa com o mesmo calor...
E que venham os motivos!
Palavras, caiam feito chuva! Textos, escorram feito rio...
Motivos... Estes nunca hão de faltar...

Comecemos de novo...

4 comentários:

Henrique Moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edson Marques disse...

Que bom que você mudou!

Felizmente não é uma Caixa de Pandora, mas uma Caixa de Brinquedos...

Me faz lembrar Rubem Alves.


Abraços, flores, estrelas e... Boa Sorte!

Anônimo disse...

...Eu sabia que você não ia aguentar...rs
Que bom! Escrever é sempre muito bom! E você faz isso com maestria,sensibilidade e...motivos!rs
Será um prazer olhar seus escritos novamente!("...Claro presente que aos meus olhos salta"...)

Obrigada...Cau!

Isabella disse...

Recebi teu sinal de fumaça e vim vindo pelo caminho que você marcou, através das palavras deixadas pela trilha.
Cá me encontro e apesar de novo, é sempre bom saber que algo conhecido, trazemos com a gente.
E as palavras, por mais novas que sejam, sempre serão nossas velhas amigas.
Vixiiiiiiii, sim, tô precisando de um 'trago' do seu cigarro.
Beijos
Bebel