Páginas

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

O que te pressiona?



Respostas exigidas, que você não sabe dar?
Escolhas impostas por uma multiplicidade que lhe turva o olhar?
Territórios delimitados, onde você não pode andar?


Segredos trancafiados, que você não pode saber?
Paisagens, casos, imagens, que você não pode ver?
Um outro padrão, a pessoa, que você não pode ser?


Sonhos, acasos, lugares, onde você não pode ir?
O medo da hora em que vai ter que decidir?
A possibilidade de não poder corrigir???


Pressiona...
Impressiona...
Aprisiona.

(imagem retirada do blog: arrozcomtodos.blogs.sapo.pt, para a qual não foram apresentados os créditos.)

2 comentários:

Edson Marques disse...

Moni,

belíssimo poema!


Mas, "escolhas impostas" torturam...


Portanto, antres de tudo, Viva a Liberdade de Fazer Escolhas!


Abraços, flores, estrelas..

Carol Freitas disse...

Verdade. Verdadeiro. Do começo ao fim.

Quase me encontrei aqui...

:)