Páginas

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Solo de Baixo



(...) Brinque com meu fogo, venha se queimar
Faça como eu digo, faça como eu faço
 Aja duas vezes antes de pensar(...)
Chico Buarque


Mais baixo.
Sussurre.
Balbucie de tal forma
Que eu não ouça mais a diferença
Entre lábio, orelha e língua.
Que eu ignore a distância
Entre seios mãos e coxas.

Mais baixo...

Vê a malemolência suave dos dedos sobre as cordas.
Vê e transporta:
Dedos – notas
Cordas – corpo.
Descobre o melhor caminho,
Acorde.
Levante.
E (semi) breve.
Solfeje os desejos
Em arranjos de volúpia.
Des – componha-me.

Toque-me:

Mais baixo.
Mais baixo.
Mais baixo...


Um Bom Conselho para ouvir.
Imagem capturada do site: http://flaviodogd.blogspot.com/ 

24 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Moni,
que poema primoroso!

Digno de ser lido
sílaba por sílaba
em sussurro.

De modo que eu
nem perceba distinção
entre verso e melodia...

Sensualidade
- refinada ou afinada -
na medida exata.

Um beijo,
Doce de Lira

Talita Prates disse...

ahhhhhhh, o que é isso?!

Moni do céu, coisamaislinda!

Você e Chico, Chico e você... que "casal"...
Vocês me levam ao alto!

Um beijo,

Talita.

(vou reler e reler e reler... bjo!)

Edu disse...

Muito bom Moni! De arrepiar!

Permita-me dizer a parte que eu mais gostei:

"E (semi) breve.
Solfeje os desejos
Em arranjos de volúpia
Des-componha-me"

Sensacional!

Eu, como pianista amador, adoraria ter composto algo assim!

Beijo!

Í.ta** disse...

eu também acho esse poema primoroso. em tudo o que se propõe. em tudo o que nós, leitores, alcançamos.

e eu ando sentindo meu corpo vibrando como se um baixo tivesse tocando dentro dele.

doideiras, podes crer. hahaha

beijos!

Guilherme Sakuma disse...

Excelente; cheio de sacadinhas. Putz. Como um bom solo de baixo tem que ser, e, cara, adoro um.

Abraço.

Rafaela Figueiredo disse...

uuui!!! rs

perfeita a exploração da locução 'mais baixo' - gráfica e semanticamente.
efeito pontual!

beijo grande, sua linda!

Rafaela Figueiredo disse...

ah, claro: a questão do tocar e [des]compor tbm foi sensacional!!!

*sim, eu tava relendo! u_u rsrs

eupoeta disse...

Que pintura Moni!

Que pintura!

Sensualidade aflorada, o calor em cada palavra suplicando a viagem imaginária nesse mundo de sensações tão bem evidenciado nessas linhas doces.

Sou teu fã mocinha.

Beijo grande!


Du

Hamanda Freires disse...

Moni eu já disse que sou sua fã?!


muito lindo!!!

Barbara C disse...

Baixo o suficiente para se ouvir somentes notas e melodias doce aos sensiveis ouvidos.



bjo Moni!

Ana Vanessa disse...

O que é isso menina!
Chico e você...heim...Sem comentários!
Chega agente suspira...
Como quem mergulha o corpo quente em água gelada, e respira sem fôlego!
Bj
Vanessa

Aninha Kita disse...

Que poema musical e sensual, Moni!
Adorei, adorei!

E o recurso da letra diminuindo... o sussurro que já encontrou em meus poemas, hoje encontrei aqui! *-*

Beijos!
Ana

Zi Santos disse...

eita, bom isso!

Poesia Cibernetica disse...

Uma poesia do meu instrumento preferido, q maravilha!

Esses versos emitem sons em minh`alma...

FERNANDO COSTA disse...

Quer Dançar ?

Letícia Losekann Coelho disse...

\o/ Amei! Poema com sonoridade própria. E que corpo seja instrumento... Instrumento se faça corpo, no embalo da noite.
Muito, muito, muito bom!
Eu e Cristiano Melo estávamos comentando esses dias sobre como tu escreve bem e é gostoso de ler!
Beijos, flor!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Que belo texto. Os detalhes se confundem e se encaixam perfeitos nessa dualidade.

até mais.

JC

RICARDO disse...

Moni

esse baixo sussurante, balbuciante de malemolência corporal, dedilhado de desejos e volúpias tocou fundo(e alto)aqui dentro...

Beijo de fã!

Eduardo Silveira disse...

eu acho essa metáfora linda, moni.
até já devo ter 'tentado" em algum lugar. música e paixão, tirar música do corpo. coisas que a gente pensa no embalo de tuas palavras. bonito!

Gisa Carvalho disse...

Ah, como faz bem ler um texto desses assim de manhã! Lindo! Sensual, cheio de desejos.. Igual a vc, Moni.

Bjs

sidnei olivio disse...

Bom conselho, belo poema! Beijos.

Deivide disse...

Poeticamente lindo!
adoro ler boa poesia!

Eduardo Silveira disse...

Moni,
voltando pra comentar sua fala:

"Aqui e acolá faço um desses. Mas os leitores não se interessam muito não. E eu não me importo nem um pouco com isso...rsrs"

tens toda a razão. apoiado!

;)

Myrela disse...

ui.... que delícia!