Páginas

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Não, hoje não...
Quase não há espaço
Dentro da cabeça vazia
E no aperto do peito.
Faltou assunto,
Faltou recurso,
Sobrou solidão.
Não me cabe nenhum samba
Estão todos justos demais.
É a quarta-de-cinzas quem mais rima
Com a cor dos dias.

3 comentários:

Renata F. Martins disse...

Palavras, apenas palavras, ao vento, palavras!!!! ;)

Nada de solidão.

keila, a Loba disse...

Aquele dia já passou, e creio não ter deixado saudades. Hoje você tem assunto de sobra para falar com uma Loba?

BeijUivoooooooooooosssssss da Loba

Henrique Moreira disse...

Parece que a vida é um carnaval que desfila numa rua que não é a nossa