Páginas

segunda-feira, 1 de março de 2010

Agenda

 
Houve um tempo em que a felicidade se escondia, matreira, nos fins de semana. 
E eu sugava os dias com a pressa de quem está prestes a perder a hora do vôo.
Houve também quando o final de semana era um abismo entre dois sorrisos e nele, nenhum motivo para voar. 
Na segunda, eu era a primeira!

Hoje eu nem sei mais.
Hoje, tanto faz.

Imagem do site www.coxanautas.com.br

17 comentários:

Felipe A. Carriço disse...

Algumas vezes nos moldamos nosso calendário... outras ele nos molda.

Gostei muito deste texto.

Í.ta** disse...

mas não deixe ser assim, não.

que essa felicidade esteja para cada fim de semana e segunda-feira :)

grande beijo!

Paulo Rogério disse...

Na ânsia de segurar a felicidade, a gente toma reações (sempre) exageradas. Com que ou a sufocamos ou deixamos mal-acostumada... Depois, aguardamos o seu novo endereço (para começar de novo, errar de novo, amar de novo, ...). Sempre aqui um ótimo texto!
Beijos!

Renata de Aragão Lopes disse...

Melhor assim, não?

A felicidade
está em segundos
cabíveis em qualquer
dia da semana...

Que ela lhe surpreenda! : )

Beijo doce de lira!

Renato Hemesath disse...

Que interessante estas frases, há situações em que parece que dias de semana e finais de semana se aglutinam e acabamos não discriminando grande diferença entre eles. Mas é válido quando invertemos esta situação! ;D

Bjos, boa semana!

Adolfo Payés disse...

Passo para deixar o meu habitual saudação fraterna ..
Desculpas pela minha ausência ..

Por razões não me foi possível viajar em cada um o seu blog.
Continuando com a minha viagem e espero que em breve o normal para compartilhar seus escritos ..

Un abrazo
Saudação fraterna ..

Diu Mota disse...

..." e os dias são sempre iguais..." quando tanto faz. Não nego.
inté

Myrela disse...

Dependendo do nosso estado de espírito, até os dias parecem adquirir personalidade... aí podem parecer alguém sendo esperado com ansiedade ou podem ser personas non gratas...

Mara faturi disse...

DINDAAAAAAAAAAA,

VC É A PRIMEIRA;)
rsrsrs ( minha primeira dinda uai)!!!
*Queri, vc precisa ir no nosso curta,
tá sabendo da Neusa??!!
bjão

Filipe disse...

Adoro essas suas reflexões!

=)

Carol Freitas disse...

Adoro essas felicidades escondidas, mas quando ela se mistura com saudade...fica tudo apertado demais...

Aí, esse 'nem sei mais', teima em acompanhar a gente...

Adorei o texto/poesia, Moni!

Beijo!

Gisa Carvalho disse...

Meus fins de semana já foram motivo de planos durante a semana toda.

Já sonhei acordada com eles e tinha vontade de chorar quando chegava a segunda-feira, quando o fim de semana seguinte ainda era incerto. Podia ou não existir, o encontro poderia não acontecer.

Mas sempre acontecia e eu sempre ficava feliz, sempre desejando o próximo fim de semana.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Conversando com alguns amigos de trabalho,
eles comentavam que
nestes últimos anos
os bons momentos pareciam ter sido deletados da memória.
Lembrei desta passagem ao ler este texto.

Feliz dia da mulher.
Para mim este dia dura o ano todo.

HNETO disse...

A rotina severa
do calendário
só caminha para o
"tanto faz".

Elzenir Apolinário disse...

Parabéns pelo seu, pelo nosso dia!! Sejas muito feliz!!!Bjs

A Moni. disse...

É a mão-de-ferro do tempo, né Felipe?

A gente vai levando, segue na batalha diária, Ítalo querido! Beijo pra ti também!

Tudo cíclico, Paulo Rogério. Você bem disse! E que bom!

Lindo ponto de vista, Rê! Olhos atentos e está tudo bem diante de nós!

Verdade, Renato. Sempre bom, quando tomamos as rédeas...

Obrigada por vir, Adolfo, mesmo com os contratempos. Que tudo se organize logo!

Também não nego, Diu. Falta cor pra isso...rs

Interessante isso da "personalidade" que adquirem os dias, My... É bem por aí...

Ô, afilhadinha...fui lá sim...Dedinhos cruzados, aqui... Vai ficar tudo bem...fé!

Vindo de ti, isso é elogio puro, Filipe!

Que bom que gostaste, Carol. Tens razão. Quando tem saudade pelo meio...ai, ai...rs

Expectativa gostosa, né, Gisa???

Obrigada pela felicitação, Aluísio... A gente tem que tomar conta pra que a vida louca e o tempo não engula nossa história...

Isso tem cara de cansaço, né Herculano?

Parabéns para todas nós, Elzenir. Todos os dias!

Beijos e carinho a tod@s!

Talita Prates disse...

essa ilusão que criamos em torno dos "tempos felizes" ou "tempos para ser feliz" é um perigo, Moni...

Bjo.

adorei a reflexão!

Talita.