Páginas

domingo, 12 de setembro de 2010

Oração da Rua*


Que esta rua seja minha
Sua, dela, de quem queira
Fins de tarde, noite inteira
E a liberdade como vizinha.

Que seja nosso o banco da praça
De direito, não de graça
E que venha o dia
Que se faça na rua alegria
Seja a dele, ou a do 'maluco-beleza'
Pois são tantos tons a compor Fortaleza.

É a minha cidade-aquarela
E bela - por querer sujeito
Quem só conheceu esmola e preconceito.

Do "Passeio Público": ver o mar.
No "Coração de Jesus": repousar.
Cantando notas de improviso
Sonhando um futuro impreciso
Mas que o batuque, o sorriso não nega:
Que jamais seja a cidade cega
A não reconhecer passarinho
Aquele a quem só falta o ninho.

*Poema classificado em 1°lugar no Concurso de Poesia Crítica  da Faculdade Cearense em agosto de 2010

Imagem capturada do blog: www.somosandando.worpress.com

26 comentários:

Aninha Kita disse...

Crítico, profundo, emocionante!
Parabéns, Moni! *-*

Beijos!
Ana

Í.ta** disse...

mas essa moça é muito boa! não canso de elogiar! tua escrita fere fundo como as melhores escritas fazem! grande beijo daqui.

nydia bonetti disse...

Mais do que merecido o prêmio, Moni! Uma oração. E estes três últimos versos - um poema dentro do poema. Lindo... Beijos!

Denison Mendes disse...

parabéns pelo prêmio.
belo poema.

Renata de Aragão Lopes disse...

Faço minhas
as palavras de Nydia!

Prêmio mais que merecido, querida!
E seus versos
lembram música e oração.

Citou 'maluco-beleza'.
Conhece "Ave Maria da rua"?

Um beijo
e minha admiração,
Doce de Lira

Roselaine Funari disse...

Parabéns!
Lindo mesmo.

bj
uma semana abençoada

eupoeta disse...

Vi!
Li!
Viajei pra Fortaleza!
E achei lindo.
Mas volto outro dia com outro olhar.
Meinhas janelas estão ambaçadas hoje.

Um beijo!

Moni. disse...

Que bom que gostaste Anininha! Obrigada! ;)

Isso vindo de ti me dexa tão, tão feliz, Íta... Sei do teu olhar crítico e quero confiar sempre! Cheirim, lindoso!

Ô, Nydia... Obrigada. Eu tb tive a percepção de que outras pétalas se abriram nos últimos versos... ;)

Obrigada Denison...

A admiração é mais que recíproca, Rê... Tu és uma bordadeira de versos! Vou procurar a Ave Maria da Rua. Obrigada pela dica, querida!

Obrigada, Rose! Beijos!

Dudu!
Que delícia que viajaste até aqui! Mas eu aguardo a visita com o outro olhar, quando a chuva passar... Beijo, beijo!

Carol Freitas disse...

Eu já conhecia essa pérola...

Nossa realidade 'poetizada' parece até que fica menos pesada.

Adoro esse poder que as palavras tem. As suas palavras.

Pura beleza e reflexão, Moni!

Um beijo!

J.F. de Souza disse...

oraora... mas adorei! quase um repente... lindo! sonoro! agradabilíssimo! =)

feliz em receber tua visita no EscúchamePorra!

pois visite também o B7C!

=*

NDORETTO disse...

É Verdade, Puccini, essa moça é muita boa!!!! Porque você acha que eu a convidei para o Curta-Metragem? Moni,voce é a estrelinha da literatura virtual! Adorei sua visita e se sinta (sempre) mesmo convidada para um café!!
Lindo o que você escreveu, tem rítmo,tem palavra certa, na medida. Em nada você excede. Perfeita.

Beijos

Ricardo Novais disse...

Querida Moni,

Que belíssimo poema! Embora eu não tenha capacidade de julgar textos alheios, sinto, como mero leitor, que o prêmio é merecido; pois, ora, se linha após linha fui lendo na tentativa de desvendar a cidade que não conheço, e nisto foi também impregnando à minha alma a leitura.

Aliás, devo dizer o quanto gostei deste espaço; teus textos são belos e ferinos, ao mesmo tempo, além de tocantes. Como me deixa feliz descobrir a nova literatura que vai se formando, devagarzinho, pelo país. Que seja fortaleza, que seja a moça tão encantadora e baluarte das letras.

Um beijo a ti, jovem e talentosíssima escritora.

sidnei olívio disse...

Parabéns pelo prêmio e pelo poema. Um ritmo compassado, um batuque que acorda a alma. Beijos.

Letícia Losekann Coelho disse...

Fico encantada com tuas poesias. Tu busca assuntos e paisagens diferentes do que lemos por aí.
A crítica leve carregada de amor e olhos pela cidade. Prêmio mais que merecido!
Beijos

emsgomes disse...

Olá!
Pra que palavras, né?
Sabes o tanto que admiro tua poesia.

Beijos

Evandro

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Venho rapidamente deixar um beijo com cheiro de mar e dizer que se pudesse, daria um abraço bem apertado com o vento trazendo o cheiro desse encanto que é a blogosfera e a essência que se aloja sempre nessas palavras tão carinhosas.

Estamos corridos, mas o beijo jogado no ar tem que chegar vexado no seu coração.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca


-

Eduardo Silveira disse...

que consonante.. vc postando sobre sobre Fortaleza... e eu lá falando sobre uma rua daqui de Jlle ^^
Certamente Fortaleza é uma cidade com problemas, mas com muita beleza, como seu poema lembra muito bem.
Ficou muito bonito!
bjo :)

Paulo Rogério disse...

Que beleza, menina!
À liberdade como vizinha resistir quem há de?!
E que bom ser despertado da minha quietude com a tua voz!
Parabéns pelo prêmio!
Beijão!

so sad disse...

lindo, bucolico, terno!
beijo!

Marcio Nicolau disse...

Lindo canto de amor a cidade.

Meus parabéns.

Myrela disse...

Que as ruas de todo o mundo sejam nossas
e ao longo delas hajam ninhos para todos e todas...amém!
Parabéns!

Rafaela Figueiredo disse...

um verdadeiro; bonito - embora triste - retrato de nossa[s] realidade[s], Moni!

parabéns pelo reconhecimento do mesmo!
merecido.

beso

Eduardo Matzembacher Frizzo disse...

Chegou o dia.

Novo blog no ar.

Nome de batismo: NÃO É CÉU.

Endereço: http://www.naoeceu.blogspot.com/.

O INSUFILME permanecerá no ar. Mas sem promessa de novas postagens.

Agradeço pela companhia até então!

Bebel disse...

Naizinha,
Maravilhosa poesia.
Emocionante!
Merecidíssimo o primeiro lugar.
Que orgulho eu tenho de você, minha amiga querida.
Parabéns!
Uma ruma de beijos

Hamanda Freires disse...

Que sensibilidade Moni!

Cristiano Melo disse...

Uau,
Amei este poema, deu pra criar imagens do espaço urbano, da sensibilidade da brisa entre os versos. Honestamente, aos poucos, ou aos muitos, virei seu fã. E, uma curiosidade: Nasci em Fortaleza, e o "Passeio Público" e a "Coração de Jesus" merecem o seu banco eternizado em letras.

meus parabéns,
encantado com seu trabalho

beijos

PS:1) agora mais que contente de dividir um livro com você
2) a Diana Melo, que está no palavração também, é minha irmã e continua morando aí
3)meu poder de síntese é horrível.rs